Início / Contratos / Contratos gerais / TRANSFERÊNCIA DE SOCIEDADE EM NOME COLETIVO EM SOCIEDADE ANÔNIMA

TRANSFERÊNCIA DE SOCIEDADE EM NOME COLETIVO EM SOCIEDADE ANÔNIMA

TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE EM NOME COLETIVO EM SOCIEDADE ANÔNIMA

Pelo presente instrumento particular, (…..) {nome completo e por extenso de um sócio}, nacionalidade (…..), estado civil (…..), profissão (…..), CIC nº (…..), Cédula de Identidade RG nº (…..), residente e domiciliado à Rua (…..) nº (…..), na cidade de (…..), Estado de (…..), (…..) {nome completo e por extenso do outro sócio}, nacionalidade (…..), estado civil (…..), profissão (…..), CIC nº (…..), Cédula de Identidade RG nº (…..), domiciliado e residente à Rua (…..) nº (…..), na cidade de (…..), Estado de (…..) e (…..) {nome completo e por extenso do outro sócio}, nacionalidade (…..), estado civil (…..), profissão (…..), CIC nº (…..), Cédula de Identidade RG nº (…..), domiciliado e residente à Rua (…..) nº (…..), na cidade de (…..), Estado de (…..) {se houver outros sócios, proceder da mesma forma que acima, datilografrando o nome completo e por extenso e fazendo a sua qualificação detalhada}, únicos sócios componentes da sociedade civil em nome coletivo, ou solidária entre sócios, que explora o ramo de (…..) {descrever o ramo}, sob a firma {ou razão social} de (…..) (…..) S/C & Cia., estabelecida nesta cidade à Rua (…..) nº (…..), com contrato social devidamente registrado no Cartório de Registro de Títulos e Documentos em (…..) de (…..) de 19(…..) {dia, mês e ano}, sob o nº (…..) {número de registro do contrato de constituição. Se houver outra ou outras alterações anteriores a esta, indicar a data e o número de registro de cada uma}, com capital social de (…..) {valor total do capital, transcrito também por extenso}, totalmente integralizado, e distribuído em: {nome de um sócio}(…..), quota-parte do capital (…..) {nome de outro sócio}(…..), quota-parte do capital (…..) {nome de outro sócio}(…..), quota-parte do capital (…..) Totalizando(…..) Observação:Se houver mais sócios, adicioná-los como detentores de quotas-partes, até perfazer o capital social, observando que, a partir da Lei nº6404, a sociedade anônima poderá ser constituída com dois ou mais acionistas.Resolvem, na melhor forma de direito, transformar a referida sociedade civil em nome coletivo, ou solidária, numa sociedade anônima ou companhia, com os mesmos sócios, o mesmo capital e as mesmas quotas-partes desse capital para cada sócio, regendo-se pelos seguintes estatutos que organizaram e assinam:

CAPÍTULO I
DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO

Artigo 1 – Sob a denominação de (…..) {nome ou denominação da companhia}, fica organizada uma sociedade por ações, em que se transformou a sociedade em nome coletivo, ou solidária (…..) {firma ou razão social da sociedade em transformação}.
Artigo 2 – A sociedade tem sua sede na cidade de (…..) Estado de (…..), à Rua (…..) nº (…..), sendo seu domicílio e foro nesta mesma cidade, sendo-lhe facultado estabelecer filiais, agências ou sucursais em qualquer ponto do território nacional, a critério de sua Diretoria.
Artigo 3 – O objeto da sociedade será a exploração, por conta própria, do ramo de (…..) (…..) {especificar o tipo de serviços e/ou a classe dos mesmos que serão objeto da sociedade}, e todas as demais atividades afins e correlatas.
Artigo 4 – O prazo de duração da sociedade é indeterminado.

CAPÍTULO II
CAPITAL

Artigo 5 – O capital social é de (…..) {valor total do capital igual ao da sociedade em transformação, transcrito também por extenso}, totalmente realizado e dividido em (…..) {quantidade de ações, transcrito também por extenso} ações ordinárias do valor nominal de (…..) {valor de cada ação, transcrito também por extenso} cada uma, ao portador, distribuídas entre os acionistas na proporção atual de suas quotas.
Artigo 6 – As ações são indivisíveis em relação à sociedade e cada uma dará direito a um voto nas assembléias gerais.

CAPÍTULO III
ADMINISTRAÇÃO

Artigo 7 – A sociedade será administrada por uma Diretoria composta de (…..) {número de diretores que comporão a Diretoria e por extenso} membros diretores, sendo um Diretor Presidente, um Diretor Comercial {e outros cargos diretores, se forem criados e necessários}, que serão eleitos por um período de (…..) {número de anos} anos e cujos mandatos terminarão sempre na Assembléia Geral Ordinária, podendo ser reeleitos.
Artigo 8 – Os diretores terão a remuneração fixada, anualmente, pela Assembléia Geral dos acionistas, dentro do critério do art. 152 e seus parágrafos, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976.
Artigo 9 – A Diretoria tem os poderes e atribuição que a lei lhe confere para assegurar o funcionamento da sociedade e a conservação de seus objetivos, competindo-lhes especialmente: {explicar, sinteticamente, o que competirá especialmente a cada diretor, no desenvolvimento de suas atribuições específicas}.
Artigo 10 – No caso de vaga na diretoria, durante a sua gestão, o cargo vago será preenchido por escolha e nomeação dos demais Diretores em exercício, até a primeira Assembléia Geral de acionistas, à qual caberá ratificar o escolhido ou eleger outro, até que se complete a gestão da Diretoria em exercício.

CAPÍTULO IV
ASSEMBLÉIAS GERAIS

Artigo 11 – As Assembléias Gerais serão convocadas pela Diretoria, pelo Conselho Fiscal ou por acionistas, na forma e nos casos previstos em lei.
Artigo 12 – Os acionistas, depois de instalada a Assembléia, elegerão dentre si o presidente da Mesa, que convidará outro acionista para servir de secretário.

CAPÍTULO V
CONSELHO FISCAL

Artigo 13 – O Conselho Fiscal será composto de três membros efetivos e três suplentes, acionistas ou não, residentes no País, e eleitos anualmente pela Assembléia Geral Ordinária, podendo ser reeleitos.
Artigo 14 – Competem ao Conselho Fiscal as atribuições que lhe são conferidas por lei, sendo que a sua remuneração será fixada pela Assembléia Geral Extraordinária que o eleger.

CAPÍTULO VI
EXERCÍCIO SOCIAL E DESTINAÇÃO DOS LUCROS

Artigo 15 – O exercício social terminará em 31 de dezembro de cada ano, quando será levantado o respectivo balanço e as demonstrações financeiras determinadas por lei.
Artigo 16 – Do lucro líquido apurado na Demonstração de Resultados do Exercício, e definido pelo art. 191 da Lei nº 6.404/76, será elaborada a proposta da destinação a lhe ser dada, aplicando-se compulsoriamente 5% (cinco por cento) na constituição da reserva legal até que esta atinja a 20% (vinte por cento) do capital social, observando-se o disposto no Capítulo XVI da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976.

CAPÍTULO VII
LIQUIDAÇÃO

Artigo 17 – A sociedade será dissolvida nos casos previstos pela lei em vigor e a sua liquidação se processará de acordo com o estabelecido nos termos da Lei nº 6.404, arts. 208 e seguintes.

CAPÍTULO VIII
DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS

Artigo 18 – Dispensa-se a avaliação do acervo da sociedade transformada e, também, desnecessário o depósito de qualquer percentagem do capital social, já que o mesmo continua inalterado e os acionistas da sociedade anônima {ou companhia} são exclusivamente os mesmos componentes da mesma sociedade, que independe de dissolução ou liquidação para mudar de uma forma societária para outra.
Artigo 19 – Cumpridas todas as condições e formalidades legais para a transformação da sociedade em nome coletivo, ou solidária (…..) {firma ou razão social da sociedade em transformação} em sociedade anônima, os contratantes, reafirmando a sua vontade de transformá-la por este instrumento e na melhor forma de direito, declaram-na transformada em (…..) {nome ou denominação da nova companhia}, de acordo com os Estatutos aqui elaborados e aceitos por todos.
Artigo 20 – A primeira Diretoria e Conselho Fiscal ficarão assim constituídos: Diretor Presidente (…..) {nome completo e por extenso}; Diretor Comercial (…..) (…..) {nome completo e por extenso} {se houver outros cargos diretores, declinar a sua titulação e o nome do diretor eleito}; o primeiro Conselho Fiscal fica assim constituído: membros efetivos (…..) (…..) {nome completo e por extenso}, nacionalidade (…..), estado civil (…..), profissão (…..), CIC nº (…..), Cédula de Identidade RG nº (…..), residente e domiciliado à Rua (…..) nº (…..), na cidade de (…..), Estado de (…..) {indicar os outros dois nomes de membros efetivos do Conselho Fiscal e fazer a sua qualificação}, e como suplentes do Conselho Fiscal (…..) {nome completo e por extenso e qualificação do suplente, fazendo o mesmo com os outros dois suplentes}.
Artigo 21 – A primeira Diretoria e o primeiro Conselho Fiscal ficam empossados nesta data, fixando-se para os Diretores os seguintes honorários mensais: Diretor Presidente, (…..) (…..) {transcrever por extenso}; Diretor Comercial (…..) {transcrever por extenso} {se houver outros cargos diretores, determinar o valor nominal de honorários de cada um} e para os membros do Conselho Fiscal em efetivo exercício, fica fixado o honorário de (…..) {valor fixado e por extenso, por reunião de que participarem, por mês ou por ano}.
E, por se acharem em perfeito acordo em tudo quanto neste instrumento particular foi lavrado, obrigam-se a cumpri-lo integralmente, assinando-o na presença das duas testemunhas abaixo, em (…..) {número de vias e por extenso} exemplares de igual teor, e, após arquivado e registrado, será transcrito integralmente no Livro de Atas das Assembléias Gerais, com as demais vias ficando em poder da sociedade para os fins necessários.

Além disso, verifique

VENDA DE IMÓVEL GERAL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO E PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM CESSÃO DE …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *