Início / Petições / Trânsito / Modelos de recursos / DIRIGIR AMEAÇANDO PEDESTRE

DIRIGIR AMEAÇANDO PEDESTRE

6) – DIRIGIR AMEAÇANDO PEDESTRES – Art. 170

II) Que em data de ____/___/__, aos 00:10 horas, na Avenida , o meu veículo foi autuado por ter infringido o que dispõe o Art. 170 do CTB – Dirigir ameaçando os pedestres que estejam atravessando a via pública ou os demais veículos.

III) Que, entretanto tem a recorrente a alegar em sua defesa o fato de que:

Em sua defesa apela pela NULIDADE DO A I T N.º________, tendo em vista que NÃO COMETI a infração acima tipificada, pelos seguintes motivos:

Na data e horário citado no Auto de infração, encontrava-me em local totalmente diverso de onde foi feita a autuação.

Há que se considerar que a conduta do motorista que comete a infração tipificada no Art. 170 do CTB, revela periculosidade do infrator e configura-se com a
potencialidade de gerar danos ou mal a terceiros, tendo como elemento material a ameaça contra pedestres que estejam atravessando a via.

Por se tratar de uma infração de natureza gravíssima que tem como penalidade a suspensão do direito de dirigir e, como medida administrativa a retenção do
veículo e o recolhimento do documento de habilitação, certamente o Agente de Trânsito ao lavrar referido Auto de infração, teria que ter abordado o infrator e tomado essas providências e, certamente não foi o que aconteceu. Embora alegue referido Agente que o veículo evadiu-se, havia meios disponíveis ao seu alcance para perseguir, localizar e identificar corretamente o infrator, impondo-se-lhe as penalidades cabíveis imediatamente ou logo após o acontecimento.

Para que haja o cometimento de uma infração de trânsito tipificado no Art. 170 do CTB, é imprescindível que se configure a ameaça contra pedestres que estejam atravessando a via ou outros veículos.

Considerando-se que o Agente de trânsito anotou que a infração ocorreu aos primeiros minutos daquela data e considerando-se que naquela avenida não existe trânsito de pedestres e o trânsito de veículos é insignificante naquele horário, não existe materialidade para a tipificação de infração de trânsito que tenha como base legal o enquadramento ora recorrido. Citada autuação só pode ser objeto de engano do Agente de Trânsito, sendo certo que aquela via pública possui iluminação deficiente e principalmente no local onde foi lavrado o auto, é quase impossível visualizar a placa de um veículo estando este em
velocidade normal; em alta velocidade, tal leitura sem margem de erro, é impossível .

Posto isso, e declarando que assumo a responsabilidade sobre todas as informações acima, requer seja encaminhado o presente Recurso com seus documentos anexos, ao ÓRGÃO JULGADOR COMPETENTE para que aprecie os fundamentos de fato e de direito articulados, e que ao final seja dado PROVIMENTO, com o CANCELAMENTO da penalidade que me foi imposta injustamente, por ser de lídima justiça.

Além disso, verifique

PROMOVER COMPETIÇÃO ESPORTIVA NA VIA PÚBLICA SEM AUTORIZAÇÃO

Promover Competição Esportiva na Via Pública sem Autorização Recursos de Multas de Trânsito – Defesa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *