Início / Petições / Trânsito / Requerimentos de recursos administrativos / ART. 218 – I A – FATO DO RADAR DIVERG.

ART. 218 – I A – FATO DO RADAR DIVERG.

REQUERIMENTO DE
DEFESA DE AUTUAÇÃO

EXMO. SR. SECRETÁRIO DE
_______________DO
MUNICÍPIO DE __________- SP.

DEFESA DE AUTUAÇÃO N.º
______________________/
_______

________________, brasileiro,
portador do RG
______________e CIC N.º
_____________, residente e
domiciliado na _____________,
Nº____, Bairro _____, CEP –
_______, ora respondendo pelo
AUTO POSTO __________,
localizado na Rodovia
_________KM ________, Bairro
______, Município de ________,
não se conformando com o Auto de
Infração nº B1 _______, lavrado
no dia ____-__-____, às
_________ horas, na AVENIDA
_______________, nº_______,
vem dele interpor a competente
Defesa de Autuação, e para tanto
expor e ao final requerer de V. Exa.
__________o seguinte:

I) Que a empresa do requerente é
PROPRIETÁRIA do REBOQUE
marca SR/GUERA AG GR, ano
de fabricação ______, modelo
______, cor _______, placa nº
_______, licenciado na cidade de
_________, Estado de
________como:

X

a) particular

b) aluguel

c) Reboque

X

d) moto

e) automóvel

f) oficial

g) ambulância

h) ônibus

II) Que recebeu notificação de
autuação do veículo na data e local
acima descriminados, por infração
ao Art. 218 I A do CTB –Transitar
em velocidade até 20% superior à
máxima permitida para via arteral

III) Que, entretanto tenho a alegar
em minha defesa que:

O meu veículo é uma
MOTOCICLETA; da marca
HONDA CB 125 TITAN KS,
ano: 2003; Modelo 2004
Espécie/Tipo:
PAS/MOTOCICLO, cor
VERDE, Placa DJS 0000,
Categoria PARTICULAR,
Licenciado e Registrado no
Município de _________.

OBSERVAÇÃO: pela fotografia
que foi autuado e apresentada na
Notificação, verifica tratar-se de
uma motocicleta MAIS ANTIGA.

Verifica-se através da
Notificação que a autuação foi
lavrada na cidade __________,
localizada há mais de 300
(trezentos) quilômetros do
Município onde resido, ou seja,
_________.

Acontece que, NUNCA
DESLOQUEI-ME com minha
motocicleta para outro município,
bem como nunca emprestei meu
veículo para terceiros.

Na data e horário que consta a
autuação, tecnicamente seria
impossível o veículo estar
transitando, posto que tratava-se
de um domingo, e ele
encontrava-se na garagem de
minha residência, no Município
de:_________

Posto isso, e declarando que
NÃO FOI COMETIDA A
INFRAÇÃO ora recorrida, bem
como existe inconsistência de
dados, requer seja apreciada a
Defesa Prévia por V. Exa e que por
final seja decretada a NULIDADE
da autuação, por ser de lídima
justiça.

_______ ,
20 de _______de 2005.

_____________________

Além disso, verifique

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL ART 185 – I

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL 6ª SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL – SÃO PAULO Ao Sr. Superintendente da Polícia Rodoviária …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *